Apresentação e discussão sobre Homicídio na Adolescência no Rio De Janeiro: Incidência e Prevenção

Segundo o Índice de Homicídios na Adolescência (IHA, 2014), há uma tendência de aumento das taxas de homicídios de adolescentes no Brasil. Estima-se que, se as condições não mudarem, mais de 43 mil adolescentes podem ser vítimas de homicídio nos municípios brasileiros com mais de 100 mil habitantes entre os anos de 2015 e 2021.

No Estado do Rio de Janeiro, o índice de homicídios na adolescência é de 4,28 para cada grupo de 1.000 adolescentes. Alguns municípios do estado do RJ estão entre as cidades com mais altos índices de homicídio na adolescência no país.

Por isso, identificar as causas do aumento da mortalidade a partir dos 15 anos e implementar políticas para evitar a continuidade do ciclo de violência tornou-se primordial.

O Centro de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente – CEDECA RJ, entidade executora do Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte – PPCAAM no Estado do Rio de Janeiro, o Observatório de Favelas e o Laboratório de Análise da Violência – LAV/UERJ, têm a honra de convidar para a apresentação e discussão sobre Homicídio na Adolescência no Rio De Janeiro: Incidência e Prevenção, a realizar-se no dia 30 de agosto de 2017, das 13h30 às 18h, na UERJ Maracanã, Rua São Francisco Xavier, 524, Auditório 71.

SERVIÇO:

Dia: 30 de agosto de 2017
Horário: das 13h30 às 18h
Local: UERJ Maracanã, Rua São Francisco Xavier, 524, Auditório 71 – Rio de Janeiro, RJ.

As inscrições podem ser feitas até o dia 28/08/2017, através deste link:  https://goo.gl/forms/wBKzFXMXnlsx3O2Z2

Contamos com sua presença!