CEDECARJ

O CEDECA RJ publica hoje, 20/10 a Lista dos(as) candidatos(as) selecionados(as) para prova escrita e entrevista do Processo de Seleção de Pessoal e para Cadastro de Reserva Edital nº 001/2020 do CEDECA RJ.

Agradecemos a todos que participaram do processo. Para acessar a lista CLIQUE AQUI.

O CEDECA RJ informa a lista dos 20 candidatos sorteados para o Curso online interativo para adolescentes e jovens: “Práticas Restaurativas e Educação para a paz”.
O critério adotado no processo seletivo foi ter participado das entrevistas nos dias 7 e 8 de outubro em horários agendados pela equipe. Como a procura foi maior que a quantidade de vagas, foi realizado um sorteio no dia 9 de outubro de 2020.

Você encontra a lista nominal dos entrevistados e o vídeo do sorteio no Resultado Final. Para acessar o Resultado Final CLIQUE AQUI.

Caso tenha dificuldade em abrir os links no documento acima:

Acesse a lista nominal dos entrevistados CLICANDO AQUI
Acesse o link do vídeo do sorteio CLICANDO AQUI

O CEDECA Rio de Janeiro publica hoje edital de seleção para 01 (uma) vaga de psicólogo(a) para compor a equipe do Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte – PPCAAM RJ, confira o edital na íntegra no link abaixo:

EDITAL 001/2020

CEDECA RJ continua realizando as orientações e atendimentos remotamente através de plataformas virtuais e do telefone de celular plantão/whatsapp:
(21) 21 96499-8319
E-mail: atendimento@cedecarj.org.br

O Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte (PPCAAM RJ), está atuando normalmente, informações pelo plantão nos celulares:
(21) 96474-6907
(21) 96497-0217
E-mail: ppcaamrj@cedecarj.org.br

A necessidade de zelar pela vida nos impõe atividades não presenciais devido à pandemia da COVID-19.
Neste momento de distanciamento social, seguindo as orientações dos órgãos de Saúde Pública, nacional e internacional, estamos juntos na prevenção para conter a disseminação do novo coronavírus (COVID-19) e preservar a saúde coletiva.
Esperamos que esta situação passe logo para reencontrá-los fisicamente.

 

COMUNICADO 6.jpg

Maria Eduarda Pereira Dias Marcos, de 16 anos, foi selecionada para ser embaixadora do projeto “ECOWOMEN”. Com o objetivo de fazer ecoar a voz de meninas e mulheres pelos seus direitos humanos, ecológicos e econômicos diante dos problemas socioambientais, culturais, educacionais no mundo pós-covid, o projeto educacional multidisciplinar da organização Paz, Educação Ambiental e Consciência ecológica (PEACE), é uma parceria com o Movimento Universidade Arte Transformática (MudArt).

Apenas 17 jovens foram selecionadas para o projeto e Maria Eduarda se sente muito grata por fazer parte disso: “Foi o primeiro texto que eu fiz para fazer alguma coisa, minha primeira entrevista. Foram muitas primeiras vezes e foram todas boas, porque eu passei. Não vejo a hora de começar!”. A jovem, que faz parte do projeto Segundo Sol e é associada ao CEDECA RJ, recebeu nosso apoio e incentivo durante todo o processo.

Maria Eduarda tem como como prioridade no momento o Pontes Para Mudança (PPM), do qual é cocriadora. A iniciativa, que surgiu em reuniões do “Chama na Solução” (projeto da UNICEF e PNUD), busca aproximar os jovens das favelas e periferias do mundo com o trabalho. Porém, a caminhada ativista de Maria Eduarda começou quando ela tinha só 13 anos. “Eu era muito nova quando entrei no projeto ‘Eu Vivo Favela’, não tinha noção de como um projeto pode ter impacto em uma comunidade. Fui chamada para desfilar em um evento deles e, sem perceber, vi que já estava contribuindo com outras coisas. Comecei a fazer ações sociais e fazer coisas simples, como pintar o rosto das crianças nos eventos, acendeu uma chama em mim e foi quando comecei a ter mais interesse por outros projetos.”

Após ingressar no “ECOWOMEN”, ela planeja levar os conhecimentos que serão adquiridos para os tantos outros projetos que participa. “As expectativas estão muito altas. Espero que depois dessa experiência eu seja uma pessoa completamente diferente, com um pensamento diferente. Quero aprender sobre coisas que eu nunca ouvi falar, principalmente se tratando dos 17 objetivos das nações unidas.”

O “ECOWOMEN” será ministrado de maneira 100% digital, com reuniões, mentorias e oficinas, com início em agosto e término em outubro de 2020.

Conheça mais sobre o projeto ECOWOMEN e seus Organizadores PEACE e MudArt:

EcoWomen


https://www.facebook.com/projetoecowomen
https://www.mudart.org/
https://www.facebook.com/pg/mudartoficial

Home


https://www.facebook.com/peaceambiental/

O Estatuto da Criança e do Adolescente completou 30 anos em 13 de julho de 2020. O CEDECA RJ traz para mais esta atualização do Estatuto a afirmação de D. Luciano Mendes de Almeida (1990), na época Presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), pois ela sistematiza tudo que se pode assinalar como importante para a defesa desta publicação atualizada, em 2020:

“Trata-se de uma Lei, que é fruto do esforço conjunto de milhares de pessoas e comunidades empenhadas na defesa e promoção dos direitos das crianças e adolescentes do Brasil. A Democracia requer leis que garantam e promovam a dignidade da pessoa humana, assegurando seus direitos e o cumprimento dos deveres. O atual Estatuto responde ao anseio, há anos acalentado, de dotar o País de um instrumento válido para salvaguardar a vida e garantir o desenvolvimento das meninas e meninos do Brasil […]”.

Convidamos você a conhecer o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).
Nesta publicação você encontrará o texto do ECA atualizado, a Convenção sobre os Direitos da Criança (CDC), as Recomendações do Comitê da Criança da ONU para o Estado Brasileiro e a relação de todos os Conselhos Tutelares do Estado do Rio de Janeiro.
Leia, consulte, divulgue e monitore: a efetivação dos direitos de crianças e adolescentes depende de todos nós e de cada um de nós!

Agradecemos aos nossos apoiadores KIYO, SINT MARTINUS, MISEREOR, FURNAS e Família Mendes.

Acesse a versão completa da publicação do ECA pelo CEDECA RJ aqui:
CLIQUE AQUI PARA BAIXAR

As novas regras para viagens de crianças e adolescentes por vias terrestre, aérea e marítima, nacionais e internacionais, estão detalhadas em cartilha lançada pela Vara da Infância, da Juventude e do Idoso de Duque de Caxias. De acordo com a juíza Juliana Kalichsztein, a publicação explica, de forma lúdica e resumida, as mudanças estabelecidas pela Lei 13.812/2019.

Uma das principais modificações diz respeito a viagens de adolescentes entre 12 e 16 anos incompletos. Em território nacional, eles só poderão viajar sozinhos se possuírem autorização judicial. Caso o adolescente esteja acompanhado por parente até terceiro grau, deverá apresentar um documento comprovando o parentesco e autorização expressa dos pais ou responsável legal. Anteriormente, adolescentes entre 12 e 17 anos incompletos poderiam viajar desacompanhados, sem necessidade de autorização do juiz.

Já para viagens internacionais, as regras são as determinadas na Resolução CNJ n º 131/2011 e no Manual da Polícia Federal.

Veja a cartilha:

Cartaz Orientações sobre Viagens (modelo3).jpg

A Declaração Universal dos Direitos Humanos foi adotada pela ONU em 10 de dezembro de 1948. Em 2019 ela faz 71 anos e continua mais relevante do que nunca. O CEDECA RJ como um Centro de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente relembra diariamente a importância da proteção universal dos direitos humanos.
Para ler mais sobre a DUDH e acessar ela na íntegra clique no link:
https://nacoesunidas.org/direitoshumanos/declaracao/

Hoje o CEDECA RJ teve o prazer de receber a Professora Joana Garcia, nossa associada, em uma aula ministrada por Vera Cristina (Coordenadora do CEDECA RJ) para a disciplina de Tópicos Especiais: Juventude em Conflito com a Lei da Escola de Serviço Social da UFRJ na nossa sede. A aula foi sobre o Direitos da Criança, o Sistema de Garantia de Direitos da Criança e o Estatuto da Criança e do Adolescente.

Agradecemos a oportunidade de recebê-las e desejamos votos de estima e consideração a nossa associada Prof. Joana Garcia e às estudantes da  Escola de Serviço Social da UFRJ.

WhatsApp Image 2019-10-30 at 12.06.54WhatsApp Image 2019-10-30 at 12.06.56

 

Ontem, 31 de julho, aconteceu em Brasília mais uma oficina do Projeto Planos Estaduais: Desafios e Conquistas – Monitoramento dos Planos Estaduais de Enfrentamento da Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes organizada pelo CEDECA RJ.

O projeto possui como objetivo o monitoramento da implantação e implementação dos Planos Estaduais de Enfrentamento a Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes será desenvolvido em parceria com o Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Criança e Adolescente e a Rede ECPAT Brasil.

Pretende construir indicadores qualitativos e quantitativos de monitoramento para a implantação e implementação dos planos estaduais, debater e mobilizar os estados brasileiros para a implementação do Plano Nacional revisado e aprovado pelo CONANDA. A proposta é proporcionar um amplo debate, em especial acerca dos aspectos mais polêmicos do plano, e estimular que cada estado retome a discussão dos planos estaduais, construindo uma agenda propositiva.

 

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

No dia 15 de julho aconteceu o evento “Lugar de criança é no orçamento público”. Contou com a participação do CEDECA RJ, o FPO-RJ – Fórum Popular do Orçamento Rio de Janeiro, a Fundação Angelica Goulart e a RNBE – Rede Não Bata, Eduque. Confira as fotos e apresentações do evento:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Apresentações utilizadas no evento:

Orçamento Criança e Adolescente no Município do Rio de Janeiro

Estudo Pobreza Multidimencional UNICEF

A Convenção Sobre os Direitos da Criança (CDC) e o Comentário Geral (C. G.) 19

Comentário Geral nº19: Rota de Implementação do Orçamento Público Criança e Adolescente (OCA) no Nível Local